foto de um homem fazendo símbolo de dinheiro com as mãos. representa um blogpost sobre registro de marca
Categorias:

Quanto custa para fazer o processo de registro de marca em 2022?

No começo de um empreendimento, é comum manter os gastos apenas naqueles processos extremamente necessários para o desenvolvimento da empresa.

O registro de marca está entre essas burocracias fundamentais, já que garante a proteção e a exclusividade da sua marca.

Mesmo sabendo da sua importância, ainda é preciso passar por uma fase de análise de custos e comparação de soluções.

Para te ajudar, explicamos quanto custa o processo de registro de marca e como contratá-lo.

O que é registro de marca?

O registro de marca é um título emitido pelo INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial) que garante o direito de propriedade e uso exclusivo da marca em todo o território nacional, válido por 10 anos.

O primeiro passo é a consulta de disponibilidade junto ao INPI, seguido pelo encaminhamento de documentos.

Então, se faz o pagamento de taxas e o acompanhamento do processo, até sair o resultado. Logo, com a marca deferida, está na hora de crescer e conquistar espaço no mercado.

Quanto custa para fazer o registro de marca?

Existem duas formas de realizar o registro de marca: por conta própria ou através de uma empresa. Os valores variam de acordo com a opção, portanto vamos analisar cada uma.

Ao optar por fazer o processo sozinho, é necessário pagar algumas taxas federativas, que dependem do porte da empresa:

  • Entrada do pedido: varia entre R$ 142 e R$ 355.
  • Caso seja aprovado: varia entre R$ 298 (para MEI, ME, EPP) e R$ 745 (para empresas não beneficiadas com desconto pelo governo)

Essa opção pode sair mais em conta, porém devemos lembrar que são no mínimo 10 meses acompanhando o processo, se atentando a prazos e respeitando burocracias.

Assim, se você não tem familiaridade com o fluxo do registro de marca, é possível que pague pelo processo com o seu tempo. 

E claro, sem a ajuda de um especialista, corre o risco de cometer algum erro e não conseguir o deferimento, mesmo após todo o investimento.

Analisando agora a segunda opção, é possível afirmar que contratar uma empresa para registrar sua marca pode custar entre R$ 1400 a R$ 2000, sendo necessário comparar o custo-benefício das organizações entre si.

Como você pode contratar o registro de marca?

A primeira ação para contratar o registro deve ser a pesquisa de mercado, em busca de empresas que oferecem esse serviço.

Neste momento, analise o orçamento, o escopo do serviço oferecido e principalmente o que está incluso no valor. Afinal, não adianta escolher a empresa mais barata do mercado e ainda pagar quase R$ 500 de taxa por fora.

Em seguida, basta entrar em contato com a empresa. Normalmente, elas tomam conta do processo a partir de então: pesquisam a disponibilidade do nome, solicitam os documentos necessários e se encarregam do seu deferimento.

Conclusão

O registro de marca deve estar na lista de afazeres do empreendedor desde a escolha do nome da empresa.

Feito isso, é hora de ir atrás dos custos do processo, tarefa que já pode ser riscada da sua lista. 

Agora, só resta definir a melhor maneira de investir o seu dinheiro.

O Seahub é uma empresa que presta o serviço de registro de marca por um preço abaixo da média do mercado.

Espero ter ajudado.

Até logo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.