Quatro funcionários juntos fazendo o "thumbs up" com as mãos. Mostrando que dar um feedback negativo nem sempre tem que ser um momento desagradável.
Categorias:

14 maneiras de dar feedback negativo sem constranger funcionários

Trabalhar gerindo pessoas pode ser muito desafiador, né? A gente entende.

Aqui no Seahub, temos uma cultura muito forte de feedbacks que é bastante valiosa para o bem-estar dos colaboradores.

Prezamos pela sinceridade e transparência em todos os processos. Isso inclui, é claro, os resultados da empresa, que por vezes saem do esperado.

Nesses casos, é preciso avaliar o que deu errado e encontrar o colaborador ou os colaboradores que podem melhorar a situação. É aí que entra o famoso feedback!

O que é um feedback negativo?

Feedback pode ser traduzido do inglês como “comentário”.

Assim podemos dizer que o feedback negativo é um comentário que foca em aspectos que devem ser aprimorados.

Agora, você deve estar pensando: eu pratico o feedback negativo todos os dias. E é bem isso mesmo.

No nosso dia a dia estamos acostumados a pensar criticamente, então olhamos ao nosso redor e percebemos pontos negativos.

Até aí tudo bem… Mas quando não sabemos como usar nossas palavras para dar esse feedback negativo a alguém, temos um problema!

Por que se preocupar em como dar feedbacks aos funcionários?

Evidentemente, seria muito mais fácil para um líder abrir mão de dar feedbacks aos seus funcionários e simplesmente focar no seu trabalho.

Mas um bom líder é aquele que se preocupa com o trabalho do seu time, afinal o resultado da empresa depende de todos, né?

Por isso mesmo que é essencial para o gestor de uma equipe saber como chegar em um funcionário e dar um feedback.

E essa preocupação deve ir muito além de sentar com alguém de sua equipe e elogiá-lo. Já que, mesmo contra sua vontade, vai chegar o momento de dar um feedback negativo.

É importante se preocupar com isso porque quando o feedback é feito da maneira errada, pode desestimular o funcionário e gerar consequências ao time.

Principais erros ao dar feedbacks negativos

Achar que o funcionário não precisa daquele feedback

Já aconteceu alguma vez de você passar horas conversando e rindo com pessoas diferentes e depois ir ao banheiro e perceber que – droga – tem algo preso no seu dente!

Quando isso acontece, o primeiro pensamento que vem em nossa mente é: “poxa, ninguém me avisou…” Concorda comigo?

Pois é, agora imagina seu funcionário que faz o mesmo trabalho todos os dias e está errando em alguma parte do processo, mas ninguém chega pra ele e fala com sinceridade sobre isso.

Chato né? Então lembre-se: feedback negativo não é algo a ser evitado, apenas precisamos lidar com ele da maneira correta.

Deixar a relação atrapalhar

Seu funcionário pode ser seu melhor amigo, seu irmão ou até seu parceiro, se ele está deixando a desejar, é sua função trazer esse assunto à tona.

Pense que é justamente por se importar com seu colega de trabalho que você deve dar a chance a ele de melhorar!

Fazer julgamentos pessoais

Vamos pensar agora na situação contrária à anterior: você detesta seu colega de trabalho.

Mesmo assim, não cabe usar o momento vulnerável do feedback negativo para fazer julgamentos ao alvo das críticas.

Naquele momento, não importa se a pessoa tem características na personalidade que você não gosta, o que interessa é o seu desempenho no trabalho.

Ser vago

Algo muito comum na hora de fazer críticas, positivas ou negativas, é ser vago.

Não diga ao seu funcionário apenas que ele é bom, diga: você é bom nisso, por X motivos.

E também, não diga a ele que deixou a desejar, diga: você deixou a desejar nesse ponto, por X motivos, e pode melhorar da seguinte forma.

Generalizar

Esse erro se parece com o anterior, pois também consiste em ser amplo demais na hora de falar.

Palavras como “sempre” e “nunca”, que generalizam contextos, devem ser evitadas.

Ao invés disso, traga situações concretas em que seu funcionário errou ou acertou.

14 maneiras de dar feedbacks negativos

Escolha um local sossegado

A primeira dica é crucial: evite dar feedback negativo na frente de outras pessoas.

Isso causa constrangimento e exposição de alguém que já está numa posição um tanto desconfortável.

Ao invés disso, chame o funcionário num lugar sossegado para conversar somente com as pessoas que precisam de fato estar envolvidas na conversa.

Prepare-se

Antes de convidar o colaborador para a conversa, prepare mentalmente – ou se preferir, num caderninho – o que será abordado na conversa.

Mapear previamente os pontos que serão discutidos te impede de se perder na conversa ou fugir do assunto e não chegar no ponto principal da reunião.

Evite acumular críticas

Por mais que seu funcionário tenha errado várias vezes em vários pontos, evite acumular críticas negativas.

Imagina ler uma lista de tudo que a pessoa pode melhorar. Desconfortável, né? Além disso,  corre o risco de ser levado para o lado pessoal.

Então, o melhor é trazer na conversa os principais aspectos a serem melhorados, e se preciso, marcar esse tipo de troca com mais frequência.

Para evitar essas situações, existe um tipo de reunião que pode te auxiliar. Se chama One on One e é bem útil!

Justifique a conversa

Muitas vezes algo que está muito claro para nós pode parecer confuso para o outro. Isso acontece no ambiente de trabalho também.

Um resultado que parece péssimo para você pode parecer razoável para a outra pessoa.

Portanto, é essencial explicar os motivos de desejar uma melhora, os porquês de não estar satisfeito.

Seja objetivo

Imagine que você recebe uma mensagem do seu chefe que diz “precisamos conversar”. Imediatamente, o que isso te causa? Uma ansiedade grande, né?

E vamos dizer que você segurou a curiosidade até o momento da conversa, e ao chegar nele… Seu chefe só enrola e não fala nada.

Evite deixar seu funcionário ainda mais ansioso durante o papo. Vá direto ao ponto!

Foque em fatos e dados

Separe situações reais em que o desempenho do funcionário deixou a desejar, só assim ele tem uma visão concreta dos seus equívocos.

Trazer adjetivos para a conversa pode ser perigoso pois eles tornam as críticas pessoais.

É difícil provar que uma pessoa é lenta, mas fica fácil mostrar quanto tempo ela leva para finalizar determinada tarefa.

Nesse momento sensível, trazer adjetivos negativos pode desmotivar a pessoa que está ouvindo. Lembre-se: o objetivo do feedback é justamente o contrário!

Provoque autorreflexão no funcionário

Não adianta só você enxergar as falhas do colaborador, durante a conversa é essencial que esses erros fiquem visíveis a ele mesmo.

Após esse reconhecimento, o funcionário deve fazer um comprometimento com ele mesmo para entregar melhores resultados.

Tenha cuidado com o tom

Na hora de dar feedback negativo, vale ter um cuidado a mais com a comunicação. Evite falar de forma muito rude, afinal não é uma briga, e sim um alinhamento de objetivos.

A escolha de palavras também importa, faça uso de uma comunicação não-violenta!

Reconheça os acertos do colaborador

Sabe aquela história de sempre começar uma crítica com um elogio? Bom, não é isso que vamos defender!

Não precisa ficar inventando elogios para a conversa ficar mais leve. Seu objetivo é dar um feedback negativo, e não passar a mão na cabeça de alguém… E tá tudo bem.

Mas uma coisa é fundamental: reconheça o empenho do seu colaborador.

Afinal, se ele não fosse bom no que faz e não houvesse esforço da sua parte, aposto que ele não trabalharia contigo.

Mostre o que poderia ter sido feito diferente

Depois de trazer à tona o que deixou a desejar baseado em fatos, crie agora uma situação hipotética do que poderia ter sido feito diferente.

No futuro, esses apontamentos vão servir para o funcionário melhorar seu desempenho, e com certeza vai refletir nos resultados da empresa!

Organize os próximos passos

Não basta deixar o que você deseja no mundo da fantasia, traga isso para a realidade.

Trace um plano de ações em conjunto com o colaborador, defina as atividades e crie um cronograma para elas.

Dessa forma, você se mostra disponível a acompanhar todo o processo de melhora daquele funcionário.

Escute seu colaborador

Durante a conversa, não adianta só você falar. É importante abrir espaço para esse diálogo com seu colaborador.

Descubra por que ele não vem atingindo o esperado e se há algum empecilho com o qual você pode ajudá-lo.

Seja discreto depois do feedback

Sabemos que fofocar é bom demais, porém tem situações que precisamos nos segurar. Uma delas é na hora de dar feedback negativo.

O que ficou conversado dentro do espaço sossegado deve ficar nele.

O constrangimento de descobrir que outros ficaram sabendo do assunto pode desestimular o funcionário a melhorar.

Portanto, o assunto é entre líder e liderado!

Marque um novo momento para feedback

Por último, anote o que foi conversado e defina uma nova data para o próximo feedback.

Esse acompanhamento é crucial para ter a certeza de que o funcionário absorveu a conversa e melhorou os pontos mencionados.

E claro, demonstra uma disponibilidade em ajudar seus colaboradores com as dificuldades, o que é uma característica extremamente positiva em um líder!

Exemplos de como daríamos feedbacks nas empresas

Vamos supor que um de nossos atendentes anda atrasando nas respostas aos clientes, e começou a chegar reclamações de que o atendimento é demorado demais.

Após chamá-lo para conversar a sós, um exemplo de feedback que poderíamos dar é o seguinte:

“Ilana, te chamei aqui pra conversar sobre o seu desempenho no último mês.

Andei percebendo que 7 a cada 10 clientes não estão sendo respondidos assim que chegam.

Estranhei pois sei que você é esforçado e dá bastante atenção a quem chega, por isso vim saber se alguma coisa mudou.

Estou disponível para te ajudar nos próximos passos e organizei esse plano para que o atendimento volte a ser pontual. Confio em você!”

Ou então, vai que nossa gerente de comunidade planeja um evento e ele acaba sendo um fracasso. A conversa poderia se desenrolar assim:

“Maria Rita, sei que isso é raro e que seus eventos costumam fazer sucesso na comunidade, mas notei que dessa vez, entre os 100 convidados, apenas 20 compareceram.

Percebi que a divulgação aconteceu muito em cima da hora e quero evitar que isso volte a se repetir.

Por isso tracei metas para os próximos eventos e marquei previamente a data de cada divulgação. Sei que você tem potencial para fazer melhor!”

Um momento desafiador pode ficar simples quando sabemos como abordar cada situação.

Aqui no Seahub, antes de aprender a dar um feedback da melhor forma, fizemos muitas trocas com outros gestores e lemos bastante conteúdo.

Nessa trajetória, além da crítica negativa, desenvolvemos também a técnica de fazer um feedback positivo.

E queremos compartilhar nosso conhecimento com você.

Como dar feedbacks positivos?

Agora que já destrinchamos como dar um feedback negativo, por que não falar da parte boa de liderar uma equipe? O feedback positivo!

Pode parecer que fazer um comentário positivo é uma tarefa fácil e não precisa de explicação, mas muitas vezes os gestores não são assertivos e acabam não passando a mensagem da melhor forma.

Por isso, vamos elencar algumas dicas para que você passe o feedback positivo ao seu colaborador.

Crie um clima positivo

Não assuste seu colaborador logo de início, isso pode fazer com que ele não absorva o recado que será passado.

Pelo contrário, deixe claro desde cedo que a conversa é para dar boas notícias!

Conheça o seu colaborador

Nesses momentos, é essencial saber com quem você está lidando.

Essa pessoa gosta de exposição?

Ou ela prefere algo mais íntimo?

Conhecer seu colaborador vai te dar mais facilidade na hora de dar feedback positivo, pois você sabe o que causa mais impacto na pessoa.

É um reconhecimento na frente dos colegas ou uma conversa a sós?

Não passe do ponto

Sabe aquele ditado? Quando a esmola é demais os santos desconfiam. Pois é, o mesmo acontece no ambiente de trabalho.

Elogiar exageradamente pode fazer com que o ouvinte comece a desconfiar da veracidade daquela afirmação. Ou você nunca desconfiou que alguém estava debochando de você?

Evite comparações

No contexto de trabalho, comparações não costumam surtir efeito. Afinal cada um tem seus limites, características próprias e qualidades.

Dizer que um colaborador está indo tão bem quanto outro pode soar bom para você, mas para o ouvinte nem tanto. Cria-se uma competição desnecessária.

Acompanhe o processo

Após dar o feedback positivo, não ache que o trabalho está feito. Ainda há muita coisa pela frente.

É preciso acompanhar o funcionário para ter certeza de que os pontos positivos, ressaltados na conversa, continuam aparecendo. E quem sabe outros, né?

Crie o hábito de marcar esse tipo de diálogo com certa frequência!

Conclusão

Bom, a parte teórica de como dar um feedback negativo já foi trabalhada, o resto do aprendizado acreditamos que vem com a prática;

Mas não se preocupe, com as dicas acima você está mais que qualificado para dar seu feedback sem constranger o funcionário.

Além disso, temos uma dica extra para você, gestor.

Não deixe de compartilhar com o seu time, algumas dicas de como ser mais produtivo no Home Office e de como gerir o tempo para produzir mais e receber muitos feedbacks positivos!

Até a próxima! 🙂

2 comentários em “14 maneiras de dar feedback negativo sem constranger funcionários

  1. Cool website!

    My name’s Eric, and I just found your site – seahubdigital.com – while surfing the net. You showed up at the top of the search results, so I checked you out. Looks like what you’re doing is pretty cool.

    But if you don’t mind me asking – after someone like me stumbles across seahubdigital.com, what usually happens?

    Is your site generating leads for your business?

    I’m guessing some, but I also bet you’d like more… studies show that 7 out 10 who land on a site wind up leaving without a trace.

    Not good.

    Here’s a thought – what if there was an easy way for every visitor to “raise their hand” to get a phone call from you INSTANTLY… the second they hit your site and said, “call me now.”

    You can –

    Talk With Web Visitor is a software widget that’s works on your site, ready to capture any visitor’s Name, Email address and Phone Number. It lets you know IMMEDIATELY – so that you can talk to that lead while they’re literally looking over your site.

    CLICK HERE https://jumboleadmagnet.com to try out a Live Demo with Talk With Web Visitor now to see exactly how it works.

    Time is money when it comes to connecting with leads – the difference between contacting someone within 5 minutes versus 30 minutes later can be huge – like 100 times better!

    That’s why we built out our new SMS Text With Lead feature… because once you’ve captured the visitor’s phone number, you can automatically start a text message (SMS) conversation.

    Think about the possibilities – even if you don’t close a deal then and there, you can follow up with text messages for new offers, content links, even just “how you doing?” notes to build a relationship.

    Wouldn’t that be cool?

    CLICK HERE https://jumboleadmagnet.com to discover what Talk With Web Visitor can do for your business.

    You could be converting up to 100X more leads today!
    Eric

    PS: Talk With Web Visitor offers a FREE 14 days trial – and it even includes International Long Distance Calling.
    You have customers waiting to talk with you right now… don’t keep them waiting.
    CLICK HERE https://jumboleadmagnet.com to try Talk With Web Visitor now.

    If you’d like to unsubscribe click here http://jumboleadmagnet.com/unsubscribe.aspx?d=seahubdigital.com

  2. Hi, Eric here with a quick thought about your website seahubdigital.com…

    I’m on the internet a lot and I look at a lot of business websites.

    Like yours, many of them have great content.

    But all too often, they come up short when it comes to engaging and connecting with anyone who visits.

    I get it – it’s hard. Studies show 7 out of 10 people who land on a site, abandon it in moments without leaving even a trace. You got the eyeball, but nothing else.

    Here’s a solution for you…

    Talk With Web Visitor is a software widget that’s works on your site, ready to capture any visitor’s Name, Email address and Phone Number. You’ll know immediately they’re interested and you can call them directly to talk with them literally while they’re still on the web looking at your site.

    CLICK HERE http://jumboleadmagnet.com to try out a Live Demo with Talk With Web Visitor now to see exactly how it works.

    It could be huge for your business – and because you’ve got that phone number, with our new SMS Text With Lead feature, you can automatically start a text (SMS) conversation – immediately… and contacting someone in that 5 minute window is 100 times more powerful than reaching out 30 minutes or more later.

    Plus, with text messaging you can follow up later with new offers, content links, even just follow up notes to keep the conversation going.

    Everything I’ve just described is extremely simple to implement, cost-effective, and profitable.

    CLICK HERE http://jumboleadmagnet.com to discover what Talk With Web Visitor can do for your business.

    You could be converting up to 100X more eyeballs into leads today!

    Eric
    PS: Talk With Web Visitor offers a FREE 14 days trial – and it even includes International Long Distance Calling.
    You have customers waiting to talk with you right now… don’t keep them waiting.
    CLICK HERE http://jumboleadmagnet.com to try Talk With Web Visitor now.

    If you’d like to unsubscribe click here http://jumboleadmagnet.com/unsubscribe.aspx?d=seahubdigital.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.