Empresários dentro do escritório fazendo networking.
Categorias:

Aprenda a fazer networking: 18 dicas valiosas – Seahub

De uns anos para cá, a palavra “networking” se popularizou.

Hoje, é muito comum ouvirmos alguém dizer que foi a um evento, por exemplo, para fazer networking. Ou ainda, uma pessoa alega usar redes sociais somente para isso.

Porém, ao sermos introduzidos no mundo corporativo, ninguém nos ensina essa famosa técnica. Por isso mesmo que resolvemos destrinchar 18 dicas valiosas para te ajudar a fazer networking. Mas para isso, precisamos primeiro entender uma coisa…

O que é networking?

Antes de saber por que e como fazer networking, precisamos responder a pergunta “o que é networking?”.

Fazendo uma tradução do inglês, podemos definir “net” como rede, enquanto “working” significa trabalhando.

Agora fica fácil: networking é a habilidade de criar e alimentar uma rede de contatos, tanto pessoal quanto profissional, e o ideal é estar constantemente trabalhando nessa rede.

O que não é networking?

É importante relembrar que nem toda conexão aleatória se configura como networking

Veja bem, ter 5 mil amigos no Facebook não te faz um expert nisso, já que é impossível ter troca significativa com todas essas pessoas.

E falando em troca… networking não é uma troca de favores.

Cuidado em esperar favores de sua rede de contatos, não é para isso que eles servem. 

Para que serve e por que se preocupar em fazer networking profissional?

Sabe aquele ditado: “eu não pedi pra nascer”? Ele pode se estender nessa outra expressão: “eu não pedi para trabalhar”.

Mas mesmo assim, cá estamos. Nascemos, e agora, para os que não são herdeiros, temos que trabalhar.

E durante nossa carreira, esperamos obter os melhores resultados possíveis, certo? 

Torcemos para ter muitos clientes, um bom faturamento, entre outras conquistas. É aí que entra o networking: ter uma rede de pessoas que se conectam com você é essencial para alavancar sua carreira.

Se ainda não ficou claro, são essas pessoas que vão te indicar para possíveis clientes, te passar oportunidades de emprego, te proporcionar informações sobre várias áreas do conhecimento.

E por fim, é claro, para que o networking funcione, elas esperam o mesmo de você. Então pega a visão.

18 dicas de como fazer networking

Defina objetivos

Antes de sair por aí loucamente entregando cartãozinho, reflita sobre os seus objetivos com o networking.

Conseguir um emprego? Alcançar mais pessoas com o seu trabalho? Ficar por dentro do que acontece no mundo empresarial?

Saber onde você quer chegar é essencial para dar os primeiros passos nessa direção.

Comece com os conhecidos

Se você está perdido, sem saber por onde começar, aqui vai uma dica: resgate contatos de pessoas que já passaram pela sua vida.

Sabe aquela pessoa que estudou contigo no ensino médio e hoje trabalha na mesma área que você? Que tal fazer um contato e marcar um café?

Na maioria das vezes há uma rede de contatos já existente mas que está adormecida. 

Ou seja, você já deve conhecer algumas pessoas que tem muito a compartilhar contigo, só falta agora retomar o contato.

Use as redes sociais a seu favor

Aposto que você já está acostumado a usar redes sociais para mostrar um pouquinho do que acontece na sua vida.

Mas para o networking, é essencial elevar as redes a outro patamar.

Primeiro, lembre-se de se conectar em alguma rede com os seus contatos. Segundo, use sua conta para postar informações importantes sobre seu trabalho e sua área de atuação.

Ainda, não podemos finalizar esse tópico sem falar dele, o Linkedin. O Opinion Box lançou uma pesquisa em 2021 afirmando que 38% dos usuários utilizam o Linkedin para fazer networking. Bastante né?

Para mais dicas de como se beneficiar do Linkedin e fazer muito networking, indicamos o Meeting & Cerva com Isis Rodrigues: como utilizar o LinkedIn!

Diga sim aos eventos

As conexões no mundo virtual são muito importantes, mas não se esqueça de firmar laços presencialmente.

Para quem quer fazer networking, estar presente é fundamental, afinal quem não é visto não é lembrado. 

Participe de eventos, marque encontro com os colegas, combine de tomar um chopp após o trabalho (na sexta-feira, é claro), entre outras aparições.

Aprenda a iniciar o contato corretamente

Na chance de networking, a forma de abordar a pessoa deve ser cuidadosa, pois você não conhece o outro a fundo.

Desse modo, ao conhecer uma pessoa nova, comece por se apresentar. Em seguida demonstre interesse em saber mais sobre seu interlocutor e seu trabalho.

Tenha em mente uma fala sobre você

Uma técnica muito valiosa é memorizar uma breve apresentação sobre você mesmo.

Para os tímidos e introvertidos, essa dica vai ajudar muito, porque diminui a ansiedade na hora de abordar uma pessoa nova.

Se possível, ensaie a fala várias vezes em frente ao espelho, assim você vai passar a se apresentar com facilidade e de forma natural.

Não se venda toda hora

Valorizar-se como profissional é muito importante. Evidentemente você pode e deve acreditar no seu trabalho e deixar claro que é competente.

Mas evite se vender o tempo todo, como se estivesse em uma entrevista de emprego.

Ao invés disso, deixe transparecer que você está ali para conhecer melhor a pessoa e não para se gabar do seu trabalho.

Mantenha-se atualizado

No momento de conhecer pessoas com interesses parecidos com o seu, é preciso estar atualizado. Afinal de contas, o que você e o sujeito do networking têm em comum é o trabalho.

Assim, esteja por dentro do que acontece na sua área de atuação. Quanto mais informação você possui, mais conforto na hora do papo.

Inclusive, para ficar antenado nas novidades do mundo tecnológico e empresarial, indicamos nossa newsletter semanal

Demonstre interesse na pessoa

Já aconteceu alguma vez de você ir em um date com alguém que só falou, falou e não te ouviu? Nada pior, né?

Aqui não estamos dando dicas amorosas, é claro, mas essa lógica também se aplica ao networking, afinal também se trata de construir um relacionamento.

Pensando nisso, ao ter a oportunidade de conversar com seus contatos, manifeste interesse na pessoa. Uma boa maneira de fazer isso é ouvindo com atenção e fazendo perguntas.

Ative seus contatos

Vamos supor que você fez tudo certinho, foi a um evento, conheceu várias pessoas, pegou o contato ou rede social de cada uma… E agora?

Chegou a hora de ativar esses contatos e continuar o processo de networking

Em outras palavras, encontre um dia e horário propício para fazer um contato com eles, lembrando quem é você. 

Compartilhe informações com sua rede

Agora que seus contatos foram ativados, a jornada continua. Esse é o momento de criar e compartilhar conteúdo para interagir com sua rede.

Que tal fazer uma lista de transmissão para mandar posts interessantes aos conhecidos? E ainda, por que não postar conquistas do seu trabalho nas redes sociais?

Eu mesma sempre posto os artigos do blog no meu Linkedin.

Tenha contatos variados

Ao criar sua rede, não fique preso somente a aquelas pessoas com currículo parecido com o seu.

Abrace as diferenças e converse com pessoas em posições divergentes da sua, outras áreas de trabalho, funções diversas, e por aí vai.

Quem sabe é esse sujeito que faz algo totalmente diferente de você que vai te indicar para uma vaga quando você estiver buscando. 

Atente-se para qualidade x quantidade

Quem nunca teve um momento Michael Scott e sonhou, desde criança, em ter centenas de amigos?

Mas analisando racionalmente, estabelecer uma qualidade nas poucas relações é melhor do que obter grande quantidade de colegas com quem você raramente troca ideia, concorda?

Por isso, priorize sempre uma boa qualidade no networking.

Seja gentil 

Sabemos que gentileza gera gentileza. Mesmo assim, tendemos a não aplicar esse conselho no nosso dia a dia, seja por estarmos muito ocupados ou tendo um dia ruim.

Por que não mudar isso de vez e se abrir mais para futuras relações?

Afinal, nunca se sabe quando a pessoa sentada ao seu lado no consultório é quem trará a próxima grande oportunidade da sua vida.

Ou ainda, para alguém que trabalha com atendimento, podemos supor que o cliente de agora será seu próximo chefe. Portanto, seja gentil.  

Com o intuito de ajudar com isso, separamos aqui 12 estratégias e exemplos para você fazer o melhor atendimento ao cliente e se destacar no mercado.

Seja paciente

Além de gentileza, outro dom que é preciso trabalhar na hora do networking é a paciência.

Acredite em mim, a sua rede de contatos não vai se construir do dia para a noite. São anos de trabalho para finalmente ter contatos confiáveis e úteis. 

Tenha paciência consigo mesmo e com seus contatos. Acima de tudo, não se desespere, o caminho é longo mas a vista é linda. 

Estabeleça um troca

À medida que sua rede de contatos for nascendo, lembre-se que é preciso nutri-la. 

Além de conteúdo e contato contínuo, pense no que mais você pode oferecer aos seus contatos. 

Se surgir uma vaga na sua empresa, por exemplo, corra logo para avisar a sua rede.

Ou quando descobrir uma técnica ou metodologia nova de trabalho, não deixe de compartilhar com seus contatos.

Resumindo, pense no que você gostaria de ganhar com o networking e entregue o mesmo por meio dele.

Respeite os seus concorrentes

Durante o networking, o orgulho deve ficar de lado. Afinal, alguma pessoa da sua rede, por terem muita similaridade contigo, pode até ser seu concorrente no mercado.

Mesmo assim, o respeito e a fidelidade são primordiais em qualquer relação. Aproveite a oportunidade do contato para aprender com ele e crescer juntos.

Agradeça o apoio

Quando sua rede estiver construída, lembre-se de agradecer seus contatos por todo o apoio. 

Recorde quem esteve ao seu lado na caminhada e seja sincero sobre a importância dessas pessoas. 

Exemplos de networking

Por fim, montamos uma lista de ações que se configuram como networking para te ajudar nos primeiros passos desse processo:

Fazer conexões no Linkedin e trocar ideia por meio do chat;

Criar conteúdo relevante e postar nas redes sociais;

Indicar um colega para uma vaga que surgiu;

Dar um feedback sobre uma ação desenvolvida por alguém;

Comparecer a eventos e conversar com novas pessoas sobre sua área;

Enviar emails de acompanhamento para sua rede;

Marcar encontros, como café e happy hour, com os contatos.

Esses são só alguns exemplos, porém existem inúmeras ações que podem ser feitas para enriquecer sua rede e alavancar sua carreira. Use a criatividade para fazer networking do seu jeitinho.

Conclusão

Para terminar, tenho uma pergunta: já aconteceu de alguém lhe pedir uma indicação de profissional de tal área e você pensou, pensou e não lembrou de ninguém?

Aposto que ao seguir as dicas, isso não vai voltar a acontecer. Afinal, sua mente estará cheia de nomes talentosos.

E melhor ainda, diversas pessoas terão seu nome na mente delas. 

Então, o primeiro passo você já deu. Agora só colocar o que falamos em prática e aguardar os benefícios do networking que estão por vir.

Até a próxima!

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.