empreendedora pensando sobre a relação entre nome fantasia e registro de marca
Categorias:

Nome fantasia: o que é e o que tem a ver com registro de marca? [2022]

Nome fantasia, razão social, registro de marca… sabemos que são muitas definições, que por vezes se confundem entre si.

Porém, no mundo empreendedor, é essencial dominar os conceitos mais importantes e saber distingui-los.

Afinal, seu negócio precisa passar por alguns processos burocráticos, como a escolha do nome fantasia e o registro de marca.

Por isso, continue a leitura para entender a diferença e a relação entre esses conceitos.

O que é nome fantasia?

Basicamente, o nome fantasia é o nome popular da empresa, conhecido pelo público. Ele é definido no momento de criação da empresa, ao fazer o registro formal.

O nome fantasia se difere da razão social, pois esse segundo é o nome comercial que consta em documentos legais, contratos e escrituras.

Vamos a um exemplo: “Coca-Cola” é o nome fantasia do refrigerante, enquanto “Coca-Cola Indústrias Ltda.” é a razão social.

Mas onde entra o registro de marca nessa história?

Nome fantasia e registro de marca: o que tem a ver?

A marca é um sinal distintivo que representa uma organização.

Tanto a marca quanto o nome fantasia possuem fins publicitários, por isso, na imensa maioria dos casos, as empresas utilizam o mesmo nome.

Afinal, não é nada prático ser conhecido por dois nomes diferentes pelo público.

Mas cuidado, cadastrar o nome fantasia na Junta Comercial não te torna proprietário legal daquela marca.

A proteção e o uso exclusivo da marca em todo o território nacional só é alcançado por meio do registro de marca junto ao INPI.

Ou seja, o nome fantasia é o apelido da empresa para o consumidor, já o registro de marca é o processo que garante a segurança desse nome.

Como posso registrar a minha marca?

Existem duas maneiras de registrar sua marca: por conta própria ou com uma empresa.

O primeiro caso requer um conhecimento do fluxo do processo, cabendo ao dono da marca acompanhar o processo, respeitar prazos e cumprir obrigações.

Financeiramente, essa opção sai mais em conta, porém demanda tempo do responsável, além de estar exposto ao risco de cometer falhas no processo e não conseguir o deferimento.

Já no segundo caso, uma empresa especializada oferece o apoio necessário para buscar o deferimento da sua marca. Assim, sua obrigação é apenas a escolha do nome e o envio dos documentos necessários.

Veja como funciona e quanto custa o registro de marca.

Conclusão

A escolha do nome fantasia da empresa é um desafio, pois é o nome pelo qual seu público vai reconhecer a marca, sendo uma grande responsabilidade.

Muitos empreendedores passam por todo esse processo, mas esquecem de proteger o nome escolhido, perdendo a marca para outra empresa.

O Seahub é uma empresa que presta o serviço do registro de marca, tendo especialistas no processo que cuidam do deferimento do nome do seu negócio.

Entre em contato e tire todas as suas dúvidas sobre o processo.

Até logo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.